Por que blogar?

A internet é uma fonte de informação valiosíssima para os desenvolvedores, todos sabem disso. Fóruns de discussão, Stack Overflow, blogs, documentações técnicas, etc, já me ajudaram de inúmeras formas ao longo da minha carreira. Com o passar do tempo, à medida que fui adquirindo experiência, essa posição de apenas consumir conteúdo técnico gerado por outras pessoas começou a me incomodar um pouco. Eu queria entrar no clube dos geradores de conteúdo, queria utilizar a minha experiência no mercado para ajudar outros desenvolvedores, assim como fui e ainda sou ajudado por pessoas que, generosamente, utilizaram o seu tempo para disponibilizar informações valiosas de forma gratuita para quem quiser consultar.

Esse projeto foi consistentemente sendo posto em segundo plano, por diversos motivos, mas o principal deles era a clássica falta de tempo. Outro impeditivo era uma certa insegurança em relação a escrever, eu sempre achava que não estava pronto, que tinha que evoluir mais na área… Resumindo: eu estava sofrendo da síndrome do impostor.

No final de 2014, resolvi que tinha que sair da inércia e estabeleci um contrato interno: fazer um blog focado em tecnologia em 2015 e postar com regularidade.

Estou colocando todo esse contexto, pois acredito que vários desenvolvedores já cogitaram contribuir com a comunidade de alguma maneira, mas acabaram esbarrando nas mesmas dificuldades que eu. Portanto, a minha dica para todos os que estão nessa situação é: comece. O mais rápido possível. Não importa se você acha que não sabe escrever bem, não importa se você acha que ainda não tem o conhecimento técnico necessário, não importa se você pensa que não tem tempo. O ato de começar a fazer vai te obrigar a encarar essas barreiras como problemas a serem resolvidos e com esse mindset, você vai acabar percebendo que quando existe vontade (ou um deadline) conseguimos encontrar soluções para problemas que antes pareciam insolúveis.

Coincidência ou não, tomei conhecimento do blog http://simpleprogrammer.com, escrito pelo John Sonmez, mais ou menos nessa época e comecei a seguir seus posts desde então. E foi aí que descobri um curso gratuito e por e-mail que ele estava oferecendo, sobre como promover a sua carreira como desenvolvedor através da criação de um blog. O curso é bastante prático e direto ao assunto, de desenvolvedor para desenvolvedor. Ele aborda os principais pontos a serem considerados ao decidir fazer um blog sobre desenvolvimento, desde a escolha de um tema, dicas para manter a consistência de postagens, técnicas para se manter tendo assuntos para posts, como gerar tráfego para o seu blog e até mesmo dicas de WordPress.

Me inscrevi e desde então estou trabalhando no meu mais novo blog de tecnologia. Se você está lendo isso, grande parte da motivação surgiu desse curso. Ele é em inglês, mas acredito sinceramente que todo desenvolvedor deveria investir em ser fluente pelo menos na leitura em inglês. Mais sobre isso em algum post futuro.

É isso. Espero que esse post ajude alguém a dar o pontapé inicial no sentido de criar um blog e contribuir de alguma forma para a comunidade de desenvolvimento. Até breve!

  • Eduardo WB

    Já pensei em criar um blog também e me inscrevi no curso do John. Sigo os posts dele já há algum tempo. Eu também acho que não sei escrever bem, mas sempre pensei que podia contribuir com meu conhecimento de alguma forma. No entanto, eu ainda estou planejando, pois trabalho em uma Agência de Publicidade e não sou freelancer, e neste caso teria que separar um tempo diferente do trabalho para postagens. Gostei de saber que há brasileiros seguindo o John. Sucesso!

    • http://www.dotnetflash.com.br/ Marcell Nascimento Alves

      Vou reforçar o conselho do John: não fique planejando tanto e comece a escrever! Encontre uma periodicidade de posts na qual você se sinta confortável e se comprometa com ela. No meu caso, estou conseguindo fazer um post por semana. Talvez vc só consiga postar uma vez a cada quinze dias, ou uma vez por mês. Mas acredito qua valha a pena. Quando começar, me mande seu link.
      Um abraço!

      • Eduardo WB

        Valeu o incentivo. Abraços e espero começar logo 🙂

  • Kevin O’Shaughnessy

    Bom ponto, eu concordo absolutamente. É fácil olhar para os blogueiros mais famosos e acho que eu não poderia fazer isso, mas se você olhar para os seus primeiros posts que você pode ver que eles começou exatamente da mesma maneira.